<>

Home » Poesias Quinta-Feira, 17 de Agosto de 2017







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]


Amoxe.
por: Oracio Bocchi

Não preciso um céu de estrelas,
Brilhantes, cintilantes, dançantes.
Que embeleza as noites,
Inspira as rimas açoites,
Casais românticos,
Melodias e cânticos.

Não preciso do mar com águas,
Fascinantes, borbulhantes, chocantes.
Que maravilha a natureza,
Demonstra sua pureza,
Aos olhos do mundo,
No silêncio profundo.

Não preciso das flores perfumadas,
Insinuantes, refrescantes, elegantes.
Que enfeita todos os cantos,
Com maestria e encantos,
Quem cultiva com esplendor,
O sentido da vida e do amor.

Não preciso dos acordes suaves,
Estonteantes, apaixonantes, amantes,
Que envolvem nossos sentidos,
Pelos seus alardes, envolvidos,
Pondo alegria em cada pessoa,
Onde os seus ecos ressoa.

Não preciso do Sol seus raios,
Constantes, cortantes, marcantes,
Que fornece energias necessárias,
Para as plantas e colheitas diárias.
Numa infinita e magnífica luz,
Formando o arco-íris que reluz.

Não preciso de palavras bonitas,
Maçantes, cativantes, alucinantes.
Que envolve com suas magias,
Nas orações, escritos, poesias,
Procurando algo para declarar,
Mexer com sentimentos e explicar.

Só preciso de você, Márcia.
Que me entende, ensina, modifica,
Dando carinho, amor e esperança,
Quando choro e o futuro balança,
Vou te amando assim como sou,
Na sua alma meu coração ficou.