<>

Home » Poesias Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]


Derrepente
por: Rodrigo Olmedo Da Silva

Derrepente vi você me olhar...
derrepente vi o sol brilhar;
Derrepente vi você sorrir...
derrepente vi as flores á se abrir;
Derrepente senti o seu calor...
derrepente percebi que era amor!.

(Rodrigo Olmedo)