<>

Home » Poesias Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]



por: vania alves

Nunca fiquei assim.
Nunca me senti assim.
Nunca desejei tanto a vida.
Como desejo agora ao seu lado.

Hoje sei o que eu quero.
Quero amar.
Quero sentir meus pés na areia.
Quero ver quando o sol, vai embora, mas não abandona, as estrelas, quero ver elas brilharem, pra mim, como, brilham para a lua.

Quero ver a alegria da lua, porque não esta sozinha quando o sol se vai entre nuvens,
quero ouvir o vento bem manço,
quero fexar os olhos e assim poder sentir ele me tocar,

Nunca fiquei assim,
nunca me amei e foi amada assim,
um amor tão puro,
que me faz chorar não de tristeza, mas de prazer,
o qual só você sabe como me dar,
só você sabe como se dar pra mim,
em seus olhos posso ver o mesmo que vejo quando olho no espelho,
e vejo seu sorriso, puro meigo e verdadeiro.

E tudo isto, esta magia não é eterna.
mas de agora, tudo isto eu nunca achei que sentiria,
Mas você me mostrou que estou errada,
porque o nunca é muito tempo,
e nos não temos muito,
mas meu amor antes que o meu acabe entre ruas,
e esquinas da vida quero que saiba,
que tudo que nunca senti,
hoje sinto por sua causa,
e mesmo que meu sol vá embora.
nunca vou ficar sozinha,
poque tenho as estrelas para me acompanhar.

Te amo!