<>

Home » Poesias Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]


Amigo
por: Agnaldo Santana

Amigo fiel por onde andas
gostaria de lhe dizer tantas coisas
poder lhe revelar meus íntimos desejos
que durante a noite habitam meu ser.

Querido amigo por onde andas
fico noite adentro preso a este leito
buscando num canto da parede tua imagem
como quem busca uma luz real...

Nobre companheiro
vago solitário pelas vias escuras
tentando te encontrar n’algum bar.

... quem sabe bebendo de bem com a vida
a mesma que só me quer preso a este leito
onde crio e recrio fantasias sem fim... sem nada.