<>

Home » Poesias Domingo, 15 de Julho de 2018







[ A ] [ B ] [ C ] [ D ] [ E ] [ F ] [ G ] [ H ] [ I ] [ J ] [ K ] [ L ] [ M ] [ N ] [ O ] [ P ] [ Q ] [ R ] [ S ] [ T ] [ U ] [ V ] [ W ] [ X ] [ Y ] [ Z ] [ 1 ... 9 ]


Uma noite sem sono
por: Fernanda Anchieta de Oliveira

Na calada da noite
Sem sono, escrevo meus pensamentos.

Milhares de coisas passam a todo segundo pela minha cabeça.
Hoje, pensei não estar mais nessa terra, nesta cidade, mas sim, em um outro lugar, o oposto do que vivo agora.
Com as idéias mais loucas possíveis, pareço estar anestesiada pela insônia, fato que me leva a passar para estas linhas minha tão profunda imaginação.

Se dissesse que fico assim por dias e dias, acho que não acreditariam...
Parece coisa de alucinação da mente...
Fico fechada entre quatro paredes, com a TV ligada, meus rabiscos, sentindo a madrugada passar, fria e silenciosa.
As horas se vão, ouço o relógio funcionando e fico a contar os minutos e segundos junto com ele. Que doido!

Mas, se dizem que os pensadores e escritores evoluem nos momentos mais estranhos do seu quotidiano, será que também estou nesse contexto??!!
Vou vajando nas madrugadas da minha existência.
Faço da noite, hora de produção... Minha mente trabalhando na busca de algo diferente, inusitado...

Se ainda me encontro nessa dimensão, não sei...
E onde está o sono??!!
Acho que ainda não o conheci e nem o encontrei...